Panikentos Mobile

VEJA O RESUMO DE TODAS AS MATÉRIAS PUBLICADAS NO BLOG CLICANDO AQUI
Tecnologia do Blogger.

TOP 5 ((AS 5 MAIS LIDAS))

terça-feira, 18 de janeiro de 2011
Olá galerinha panikenta, estou aqui com uma matéria exclusiva do PANIKENTOS ONLINE, buscando explicar o caminho da Síndrome do Pânico até seu total CONTROLE.
 Quando nascemos, temos imunidade contra a SP (Síndrome do Pânico) pois não temos com o que nos preocupar; porém, conforme os anos vão passando, problemas vão sendo deixados para trás, e serão cobrados por nossa mente em consultas futuras. Se formos, ao longo do tempo, resolvendo nossos problemas ao invés de deixá-los para trás, jamais teríamos SP (Síndrome do Pânico) e viveríamos tranqüilos, com problemas e estresses, mas sem os acúmulos. (FIGURA 1).




Entretanto, alguns de nós não conseguem resolver todas as pendências que aparecem, principalmente por pensarmos muito e buscarmos sempre a perfeição. Acumulamos várias tarefas, e nos punimos a cada tarefa errada; com isso, fazemos com que as pessoas sempre nos cobrem mais do a outras pessoas - que não tem iniciativa, não se colocam como líderes ou não se preocupam com suas atividades. E essa preocupação que temos nos leva a uma estafa mental e nos coloca em um nível perigoso de ansiedade (FIGURA 2)

Chegamos a este nível perigoso onde, ou resolvemos nossos problemas, ou usamos o gatilho que fará o problema transbordar e nos levará à primeira crise de pânico, chamada de Transtorno de Pânico que se dá quando temos crises esporádicas e logo depois conseguimos nos estabilizar, ou seja, diminuir o nível de ansiedade, e voltamos á (FIGURA 1). Se não nos resolvermos emocionalmente vamos para a (FIGURA 3)

Aqui, já perdemos o controle, e temos em nossas cabeças a sensação de que tudo esta acabando, que estamos morrendo, nos desrealizando. A desrealização ocorre quando, além de não conseguirmos resolver problemas passados, acumulamos problemas recentes e não conseguimos sucessos na vida. Isso vai levar à uma fase depressiva.  A partir desse momento, se instala em sua  vida a Síndrome do Pânico, que é um medo constante, diferente do transtorno de Pânico. A Síndrome do pânico, grosso modo, não é o medo em si, mas o MEDO DE TER MEDO. Neste momento, estamos totalmente instáveis e com receio do mundo (FIGURA 3) Precisamos então dar um tempo para nossas cabeças, buscar um Psiquiatra (para que tenhamos certeza da patologia e para que possa nos dar remédios) e um entendimento, com auxílio de um Psicólogo, que funciona como se fosse um desligamento do registro geral (FIGURA 4).



Na figura (FIGURA 4) repare que parou tudo. Neste momento, ainda poderemos ter crises, mas nada comparadas ás crises anteriores; os problemas precisam ser resolvidos para que consigamos esvaziar nossa  "Caixa de problemas pendentes", fazendo com que tenhamos um maior controle. O acompanhamento psicológico é ESSENCIAL para sua recuperação, e aprender a respiração diafragmática é mais uma das armas que temos contra a ansiedade (FIGURA 5)


Lembre-se: os remédios podem diminuir a ansiedade e ajudar muito no primeiro momento; aqui é necessária a intervenção do Psiquiatra para a adequação da medicação, que fazem efeito real a partir da segunda semana. Tanto o Ansiolítico quanto o Anti-depressivo são EXTREMAMENTE necessários neste momento, sem um dos dois o tratamento pode não funcionar e ser drasticamente prolongado, SIGA AS INSTRUÇÕES DO SEU PSIQUIATRA, NINGUÉM  SABE MELHOR DO SEU PROBLEMA QUE ELE; por isso não deixem que alguém como amigos, psicólogos, inclusive outros psiquiatras, alterem seus medicamentos, trocando por outro ou aumentando/diminuindo doses. Fazendo tudo corretamente, estaremos chegando á recuperação (FIGURA 6) 




A correção do controle do limite faz com que fiquemos parcialmente controlados, e com nosso psicólogo, conseguimos eliminar alguns problemas passados, conseguindo liberar espaço para nosso cérebro ter uma folga e conseguir resolver mais facilmente os conflitos estabelecidos. Fazendo isso, chegamos a um nível onde poderemos começar, COM O ACOMPANHAMENTO DO SEU PSIQUIATRA, diminuir as doses de remédios e chegar bem próximo ao controle. (FIGURA 7)



Com sua cabeça mais controlada, é possível deixar os pensamentos mais organizados, conseguindo lidar de melhor forma com problemas futuros, buscando não deixar nada para trás. Aqui quem sabe do seu estado é o Psicólogo, e da sua patologia o seu Psiquiatra; muitos abandonam todo o tratamento nesse periodo e voltam a ter sintomas: tenha certeza de que está totalmente controlado, sendo assim, após licenças Médica e Psicológica, você chegará á cura. (FIGURA 8)






Agradeço a todos os participantes e colaboradores do Blog, chat e Orkut por muitas das explicações e aprendizados obtidos para conseguir chegar a essa matéria que considero uma das maiores vitórias de nós PANIKENTOS. Juntos escrevemos essa matéria, com a colaboração de cada um e ai está, espero que gostem, e espero que ajudem muitos e muitos PANIKENTOS.
 Esta matéria pode ser reproduzida com aviso prévio aos administradores do Blog mencionando a fonte, caso algo seja publicado e editado é necessário o contato prévio.
 A matéria possuí resultados práticos e teóricos, sem nenhuma consulta á estudos psiquiátricos e científicos.



Revisão: Tony Roberto/Carmem Megda

5 comentários:

Laila disse...

nossa Ney que inspiração hein!!! Parabéns aprendi muito meu amigo.

Toni [LionHearT] disse...

Artigo excelente e muito explicativo. Gostei muito dessa comparação com a caixa d'água, parece bastante com uma metáfora criada por Freud. Artigos como este são muito importantes, porque para quem tem SP a informação é essencial. Parabéns, amigo!

Thaizinha disse...

Finalmente consegui entender uma explicação sobre a ssindrome do panico ninguem conseguiu enfiar na minha cabeça até hoje, vo levar pra minha pisicologa pra ela ver como se ensina alguem a entender o que é que esse alguem tem, muito bom bom mexmo to emprimindo e ela vai engolir isso hahaha :) agora sei o que eu tenho brigada neiiiiii :):):):)

Dr. Tenório disse...

Olá meus amigos.

Adorei essa matéria e gostaria de saber se posso imprimir para entregar aos pacientes que não possuem internet. Sou leitor assíduo do Blog. E sinto-me muito contenta em saber que pessoas como vocês se preocupam com os mínimos detalhes, uma das preocupações que tenho em outros blogs em que tratam do assunto, é a falta de critérios e o descaso em que tratam o assunto. Eu em nome de meus pacientes e de milhares de outras pessoas que aqui frequentam, deixo meus sinceros agradecimentos. O mundo precisa de mais pessoas como vocês. não esqueçam de me responder. Grato.

Prof.ª Lisa disse...

uma vez meu psiquiatra usou a metáfora do sanitario, disse que enchemos a cabeça de merda e quando não damos a descarga vem a sindrome. Mas a sua explicação está claríssima, parabéns!

OUTROS CANAIS

Atualizações por E-MAIL

Receba as atualizações em seu e-mail.
Digite seu e-mail abaixo:

BLOGS INDICADOS

.::. Visitantes